segunda-feira, 10 de abril de 2017

NOTAS QUENTES DA POLITICA

Ação no MPE
Alegando que o governador Waldez Góes está usando as peças publicitárias do Governo veiculadas nos meios de comunicação para promoção pessoal, a deputada Janete Capiberibe (PSB) apresenta denúncia junto ao Ministério Público Estadual. Quer punição por improbidade administrativa.

Um pouco tarde
O MPE já havia interpelado o Governo sobre o assunto, mas a defesa argumentou que o fato de aparecer a imagem do governador em evento não caracteriza promoção pessoal. A não ser que o governador apareça falando, discursando em plano privilegiado nas peças oficiais, o que não ocorreu. Paternidade a parte, só pra lembrar que a obra da ponte do Matapi foi gestada no segundo governo Waldez.

Time do Randolfe
Elton Tavares deixou a assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral. O polivalente jornalista Clay Sam assumiu o posto. Elton se mudou de mala e cuia para a equipe de Randolfe Rodrigues. Essa semana ele começou a suar a camisa do Senador com vistas a 2018.

No TRE ( Foto juiz Décio Rufino)
O juiz Décio Rufino deixa a Justiça Eleitoral após dois anos como juiz convocado para aquela Corte. Ultimamente Décio vinha desempenhando, também, a função de Ouvidor.
Rufino retoma, a partir desta semana, a titularidade da 3a. vara Criminal e de Auditoria Militar.

Aviso aos navegantes ( Foto titulo eleitoral ou máquina de votar)
Quem não votou nas últimas eleições e não justificou a ausência tem até o dia 2 de maio para faze-lo. O aviso é o TRE. Quem não regularizar pode ter o titulo cancelado e ainda pagará multa. Nas contas da Justiça Eleitoral cerca de 8 mil eleitores estão nesta situação.

Eleição no PT
Voltando aos primórdios tempos, o PT promove eleição para dos Diretórios Municipais e dos delegados que votarão na eleição para a mesa diretora estadual para o biênio 2017-2019. Quatro candidatos estão na disputa e ao menos seis grupos, cada um com sua colher puxando a sardinha para sua brasa. Vamos ver no que vai dar.

Mexida no tabuleiro
Estamos a um pouco mais de um ano das eleições gerais de 2018. Com o Congresso discutido a reforma política e aquela pouca claridade entre o abatjour e o travesseiro, não dá para dizer quem será quem, tanto para governo quanto para o Senado. Mas há os afobadinhos que acham que entendem do novo jogo politico e se arvoram em lançar candidatura precoce. A ver.

Nenhum comentário: